Eventos


Angela Davis na UFBA – Transmissão on line do evento na íntegra [ TV UFBA na íntegra SD ]

Sinopse: “Nesta terça-feira (25), a Conferência da filósofa e ativista norte-americana, Angela Davis, diretamente do salão nobre da Reitoria da Universidade Federal da Bahia. A palestra, intitulada “Atravessando o tempo e construindo o futuro da luta contra o racismo”, faz parte da programação Julho das Pretas, agenda unificada de ações do movimento de mulheres negras na Bahia e em diversos outros estados, em comemoração ao mês da Mulher Afro Latino Americana e Caribenha. Dentro da programação Julho das Pretas, o Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher (NEIM/UFBA), a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e a organização feminista Odara – Instituto da Mulher Negra, firmaram uma parceria para que a comunidade universitária e fãs da ativista tivessem a oportunidade de ouvi-la na capital baiana. Angela Davis: Professora, filósofa, escritora e feminista, tem uma trajetória de contribuição política nos Estados Unidos marcada pela luta em defesa dos direitos civis das pessoas negras e das mulheres. É contra o encarceramento em massa do povo negro e defende um mundo sustentável. Nos anos de 1970 foi militante comunista, membro do grupo Panteras Negras e ganhou notoriedade ao ser ré de um dos mais controversos julgamentos criminais da história de seu país. Em janeiro deste ano, discursou na Marcha das Mulheres contra Donald Trump, em Washington, nos Estados Unidos. Texto TVE”

 

 


Chimamanda Adichie: O perigo da história única [Legendado]

Sinopse: “Pegar toda a complexidade de uma pessoa e de seu contexto e reduzi-los a um só aspecto é o que Chimamanda chama de o perigo da história única. Como uma estudante nigeriana em uma universidade nos Estados Unidos, ela vivenciou com frequência isso. A imagem do continente africano como lugar de guerras e fome se refletiu na imagem que tinham dela. De sua colega de quarto, Chimamanda escutou questionamentos sobre sua capacidade de falar inglês ou de operar um fogão e dúvidas sobre a “música tribal” que ela escutava. “Nessa única história não havia possibilidade de os africanos serem iguais a ela, de jeito nenhum.  A história única também recaiu sobre seu trabalho literário, criticado por não ser “autenticamente africano” já que seus personagens dirigiam carros, não passavam fome e tinham coisas em comum com os americanos. Esta diferenciação entre o eu e o Outro, segundo a autora, é uma das graves consequências da história única. “Ela rouba das pessoas sua dignidade. Faz o reconhecimento de nossa humanidade compartilhada difícil. Enfatiza como nós somos diferentes, ao invés de como somos semelhantes.” Chimamanda também aponta a história única como fonte dos estereótipos: “mostre um povo como uma coisa, como somente uma coisa, repetidamente, e será o que eles se tornarão”. Para a escritora, “poder é a habilidade de não só contar a história de uma outra pessoa, mas de fazê-la a história definitiva daquela pessoa”. Chimamanda Adichie é uma das principais escritoras nigerianas da atualidade. É autora de poemas, contos e romances. Seu último livro, “Americanah”, foi apontado pelo jornal New York Times como um das dez melhores obras de 2013. Além da palestra “O perigo da história única”, Chimamanda também falou em evento livre do TED (TEDx) sobre feminismo”.

 

 


Eu Empregada Doméstica | Preta Rara | TEDxSaoPaulo

Sinopse: “Joyce, a Preta Rara, fala do que aprendeu com sua experiência de trabalho como empregada doméstica e com a página de Facebook que criou em julho de 2016. Preta Rara, ou Joyce Fernandes, é graduada em História e dá aulas de história. Também é rapper e ativista. Se tornou porta-voz das empregadas domésticas no Brasil depois de criar a página Eu Empregada Doméstica no Facebook. This talk was given at a TEDx event using the TED conference format but independently organized by a local community. Learn more at http://ted.com/tedx

 

 

 


HOMENAGEM A MATILDE RIBEIRO NA COMEMORAÇÃO 10 ANOS DE SEPPIR

Sinopse: “Em 21.03.2013 foi Comemorado os 10 anos da criação da Seppir – Secretaria de Promoção de Politicas de Igualdade Racial, Presidência da Republica. No evento vários representantes políticos foram homenageado, esta edição de vídeo mostra o trecho em que Matilde Ribeiro – Primeira Ministra da Seppir/PR (2003 – 2008) – atual Secretaria-Adjunta da Seppir /São Paulo, recebe a homenagem.”

 

 


Milton Santos fala sobre a condição do negro no Brasil

Sinopse: TV – Boliva: “Conheça mais sobre Milton Santos – http://www.miltonsantos.com.br/

 

 


Ninja Ao Vivo! Lula m São Francisco do Conde (BA) e participa da colação de estudantes da UNILAB