Docentes


Acácio Almeida

Doutorado em Sociologia pela Universidade de São Paulo – USP e Pós-doutorado pela Faculdade de Saúde Pública – USP. Foi bolsista CAPES (programa doutorado Sanduíche no exterior) na Université de Cocody (Côte d´Ivoire). É professor no curso de Relações Internacionais (BRI) da Universidade Federal do ABC; coordenador da pesquisa “Migração e saúde: itinerários terapêuticos, práticas e estratégias de cura de imigrantes africanos na cidade de São Paulo” (edital universal CNPq), coordenador do grupo de estudos e pesquisas sobre as Relações Brasil / África (UFABC); pesquisador associado ao Grupo de Antropologia da Comunicação da Université Félix Houphouët-Boigny (Côte d´Ivoire); membro do grupo de pesquisa “Processos migratórios e saúde: perspectivas interdisciplinares” – FCMSCSP. Foi professor da UNILAB – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (IES Federal), da UNESP – Campus de Araraquara, da PUC – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, da FACAMP – Faculdades de Campinas e nos cursos de especialização (UNIAFRO) da UFU – Universidade Federal de Uberlândia, UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais e UFPR – Universidade Federal do Paraná. Fundou e foi vice-coordenador da Casa das Áfricas entre os anos de 2003 e 2013.Tem experiência nas áreas de Antropologia, Sociologia, Relações Internacionais e História da África; atuando principalmente nos seguintes temas: Antropologia das sociedades africanas, História da África, História da Costa do Marfim, Estudos africanos, Relações Brasil / África, Migração e Saúde, HIV/AIDS. Desde 1999 desenvolve trabalho de campo na Costa do Marfim (África do Oeste).

http://lattes.cnpq.br/6457075491873064 Clique aqui.


Carla Craice da Silva

É Bacharel em Ciências Sociais (2010), graduação em Licenciatura em Ciências Sociais (2010), mestra em Demografia (2013) e doutora em Demografia pela Universidade Estadual de Campinas (2017). Atuou nos projetos de pesquisa “URBISAmazônia – Qual a Natureza do Urbano na Amazônia Contemporânea?” e “Desflorestamento da Amazônia e a Estrutura das Unidades Domésticas”. Tem experiência na área de Demografia atuando principalmente nos seguintes temas: população, mobilidade populacional, migração, urbanização e agronegócio. Atualmente é docente da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira no Campus Malễs (BA), onde coordena o Observatório da Vida Estudantil. Também participa do Observatório das Migrações do Estado da Bahia.

http://lattes.cnpq.br/4167151776504048 Clique aqui.


Claudilene Maria da Silva

Apresenta uma trajetória de atuação que entrelaça cultura e educação. Possui graduação em Pedagogia (2004), Mestrado em Educação (2009) e Doutorado em Educação (2016) pela Universidade Federal de Pernambuco. Produtora cultural e pesquisadora da cultura afro-brasileira, entre os anos de 2005 e 2010 foi gerente do Núcleo da Cultura Afro-Brasileira da Prefeitura do Recife/Secretaria de Cultura. Na área da Educação sua experiência possui ênfase na formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: didática, currículo e prática docente; relações étnico-raciais no espaço escolar; e identidade, cultura e resistência negra. Atualmente é professora efetiva da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), Campus dos Malês – São Francisco do Conde – Bahia.

http://lattes.cnpq.br/5637844544469243  Clique aqui.


Cristiane Santos Souza

Graduada em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); Mestre em Ciências Sociais (ênfase em Antropologia) pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais pela mesma universidade; Doutora em Antropologia Social, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professora adjunta da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), Campus dos Malês, São Francisco do Conde Bahia. Coordenadora da pesquisa “Volta no mundo em imagens: Bimbau e Pierre Verger, trajetórias que se cruzam, identidades que se forjam?” (edital universal CNPq), coordenadora do grupo de estudos e pesquisas: Processos Sociais Memórias e narrativas Brasil/África – Nyemba. Tem experiência de pesquisa e ensino nas áreas de Antropologia e Sociologia, atuando principalmente com os seguintes temas: experiências, trajetórias de vida, sociabilidades, relações de gênero, relações étnico-raciais, território, identidade e processos sociais, movimentos sociais e educação.

http://lattes.cnpq.br/8814476853305554 Clique aqui.


Ismael Tcham

Doutor em Antropologia Social e Cultual pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE (2016); Mestre em Antropologia pela Universidade Federal de Pernambuco- UFPE (2012); Graduação em Comunicação Social com Habilitação em (Relações Públicas) pela Universidade Federal de Alagoas (2005) e em Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (2008). Atualmente é professor Adjunto A na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira. Foi professor da Unissau e da Escola Superior de Marketing (FAMA). Tem experiência com seguintes disciplinas: Antropologia, Filosofia da Educação, Filosofia, ética e cidadania, Aspectos sócio-antropológicos da Educação, Sociologia Geral, Gestão de Projetos Sociais e Metodologia da Ciência. Tem experiência de ensino e pesquisa na área da Antropologia Social e Cultural, com ênfase na Antropologia da Educação e da mobilidade, atuando principalmente com seguinte temas: cooperação África e o Brasil, CPLP, migração por fins de estudos, formação de novas diásporas africanas, cooperação técnicas educacionais, processos identitários, sociabilidades, integração, racismo e políticas públicas ou ações afirmativas.

http://lattes.cnpq.br/3495720234218525 Clique aqui.


Maria Andrea dos Santos Soares

Atua como docente junto à Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB). Possui graduação na área de Licenciatura Plena em Educação Artística – Habilitação Artes Cênicas pela Universidade Federal de Santa Maria (2000), mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2007) e doutorado em Antropologia Social pela University of Texas at Austin (2015). Atuou com professora substituta no Departamento de Metodologia do Ensino da Universidade Federal de Santa Maria (2015), na rede municipal de ensino de Porto Alegre (2006 a 2009), na rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul (2003 a 2006). Tem experiência nas áreas de Antropologia Social, Estudos de Performance, Etnomusicologia e Teoria Pós Colonial , com ênfase em estudos de diáspora africana, cultura afro brasileira, feminismo negro, estudos culturais e performance. É pesquisadora junto ao grupo “Processos sociais, memórias, narrativas Brasil- África -Nyemba da UNILAB e pesquisadora do GEM – Grupo de Estudos Musicais do Programa de Pós Graduação em Música da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Seus interesses atuais centram-se nos debates contemporâneos sobre relações étnicorraciais, estudos de Diáspora Africana, performance e performatividade e interseccionalidade de gênero e raça. 

http://lattes.cnpq.br/1221109091620338 Clique aqui.


Mariana da Costa Aguiar Petroni

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade de São Paulo (2003), onde realizou uma pesquisa de Iniciação Científica com o financiamento do CNPq, sobre a religião no México do século XVI. Fez o mestrado em Antropologia Social no Centro de Investigaciones y Estudios Superiores en Antropología Social – México (2008), onde realizou uma pesquisa sobre fotografia indigensita. E o doutorado em Antropologia Social pela Universidade Estadual de Campinas (2015), onde realizou uma pesquisa sobre biografias indígenas com o financiamento da FAPESP. Realizou um documentário sobre a perda de línguas indígenas no México (Voz… es. Uma história de tres lenguas) e diversas exposições fotográficas. Atualmente é professora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira, membro do grupo de pesquisa Nyemba – Processos Sociais, Memórias e Narrativas e pesquisadora do Laboratório Antropológico de Grafia e Imagem (La’grima) da Unicamp.

http://lattes.cnpq.br/0378563646135737 Clique aqui.


Rafael Palermo Buti

É professor adjunto do Instituto de Humanidades e Letras da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (BA). Antropólogo com doutorado (2015) e mestrado (2009) em Antropologia Social pelo Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de antropologia afro-brasileira, com ênfase nos grupos quilombolas, história e memória da escravidão, mediação antropológica, políticas de reconhecimento do Estado, formação e transformação social brasileira. É co-autor e colaborador dos projetos Pesquisa Quilombo (UFSC) e Arquivo e Memória Quilombola (UFPR-Litoral), no âmbito de uma política de criação e disponibilização de acervos digitais junto ao Projeto Afro-Brasileiro (Minc/UFPE). Tem experiência em processos de reconhecimento dos direitos quilombolas, atuando como coordenador e colaborador, junto ao INCRA e ao IPHAN, de inúmeras pesquisas no âmbito dos direitos territoriais e culturais destes grupos. É colaborador do Núcleo de Estudos em Antropologia Fundamental (A-Funda/UFSC), atuando na elaboração de capítulos didáticos voltados para o ensino médio, ligados à temática afro-brasileira e da cultura e do movimento negro.

http://lattes.cnpq.br/6441914324457905 Clique aqui.


Zelinda dos Santos Barros

Cientista social, Doutora em Estudos Étnicos e Africanos (CEAO/UFBA), Mestra em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (2003), Especialista em Educação à Distância pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (2008), Bacharela em Ciências Sociais pela Universidade Federal da Bahia (2000). Docente Adjunta da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB). Coordenadora do grupo de pesquisa Nyemba – Processos Sociais, Memórias e Narrativas Brasil/África (UNILAB). Conselheira suplente do Conselho Estadual de Educação da Bahia, período 2018-2022. Tem experiência nas áreas de Antropologia e Sociologia, com ênfase em Gênero e Relações Raciais, atuando principalmente nas seguintes sub áreas temáticas: Estudos de Gênero, Estudos Feministas, Antropologia da Educação, Sociologia da Educação, História e Cultura Afro-brasileiras, Educação e Relações Etnicorraciais, Educação a Distância. Trabalhou em projetos de formação de professores a distância do MEC/SECAD (UNIAFRO, UAB/Rede de Educação para a Diversidade), tendo como parceira a Universidade Federal da Bahia (UFBA). Tem experiência em produção de material didático para EAD, Tutoria Online e Design Instrucional na plataforma Moodle. Coordenou o Curso a Distância de Formação de Professoras/es para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileiras (CEAO/UFBA), de 2007 a 2013. Consultora em Educação a Distância, Educação e Diversidade (Gênero e Relações Étnico-raciais). Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores/as Negros/as (ABPN), da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura (ABCiber) e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

http://lattes.cnpq.br/6583938355056116, Clique aqui